10 Fatos Desconhecidos Sobre o Hidromel

 

Sabe o que tinha naquela poderosa poção com a qual os vikings se fortaleceram quando cruzavam os oceanos? Ou o que tinha na taça de ouro do rei Midas? A resposta vem da humilde abelha – e o doce elixir produzido do seu mel por milênios, o Hidromel!

Este pode ser o ancestral de todas as bebidas alcoólicas. É apreciado publicamente com todos os tipos de realeza, heróis épicos de ficção e até deuses gregos, e está mais inserido em nosso dia-a-dia do que sabemos…. aqui vemos 10 fatos geralmente desconhecidos sobre esta incrível bebida natural.

 

 

1 – É um afrodisíaco natural e por causa dele foi criado o termo “lua-de-mel”.

 

Desde tempos remotos o Hidromel é conhecido por suas propriedades afrodisíacas, e por isso ele era oferecido aos recém-casados que precisariam consumí-lo por 28 dias (um ciclo lunar!), dessa forma eles seriam agraciados com uma união frutífera e muitas crianças.

 

 

2 – Um Hidromel pode ser semelhante, mas nunca igual ao outro.

 

 

 

Neste quesito bastante parecido com o vinho, o Hidromel pode ter uma ampla gama de sabores dependendo da fonte do mel, dos aditivos (também conhecidos como ‘adjuntos’) incluindo frutas e especiarias, da levedura utilizada durante a fermentação e do envelhecimento da bebida em questão. Além disso dois exemplares de uma mesma produção ainda podem se apresentar diferentes ao paladar de acordo com a guarda (forma de conservação) pois diferente das bebidas fabricadas em larga escala o Hidromel não costuma passar pelo processo de pasteurização que causa a inativação das leveduras remanescentes da fermentação, ou seja se você conservar sua bebida em condições semelhantes a da fermentação ela provavelmente vai envelhecer e ficar ainda melhor!

 

 

3 – É uma bebida antiga de sabedoria.

 

Na Ásia, vasos de cerâmica contendo resíduos de uma mistura de mel, arroz e outras frutas, juntamente com compostos orgânicos de fermentação datados de 7000~6500 A.C. foram encontrados no norte da China. Na África o Hidromel era encontrado ao ar livre nos Baobás durante os períodos de seca, antes das regiões serem reinundadas durante as estações das chuvas torrenciais, pois as abelhas formavam colmeias dentro dos grandes troncos que enchiam de água e depois fermentavam naturalmente… E os contos da mitologia nos dizem que durante a Idade de Ouro da Grécia Antiga e na Escandinávia e demais países nórdicos, o Hidromel era considerado a bebida preferida e capaz de trazer todas as respostas aos questionamentos realizados, ganhando também com isso a alcunha de Néctar dos Deuses.

 

 

4 – Os feitos de Marco Polo podem ter contribuído diretamente para declínio do Hidromel na Europa.

 

Acredita-se que Marco Polo seja parcialmente responsável pelo declínio do Hidromel na cultura européia. Nas jornadas do lendário explorador da Rota da Seda do Império Mongol ele descobriu a cana-de-açúcar e a trouxe para a Europa. E a produção de açúcar como um adoçante (e insumo para fabricação da Aguardente) ao invés do mel pegou pois ele era muito mais barato para produzir, e assim a demanda do insumo principal do Hidromel baixou e com o tempo ele foi caindo no esquecimento…

 

5 – É muito mais que uma simples bebida alcoólica.

 

Doce, seco, imóvel ou espumante – todos descrevem variedades de hidromel. Mas vá um pouco mais longe na árvore genealógica do hidromel e você encontrará alguns parentes mais excêntricos. O Hidromel também pode conter especiarias (como cravo, canela ou noz-moscada) ou ervas (como lavanda ou camomila, ou mesmo o lúpulo que é essencial às Cervejas Artesanais) e recebe o nome de Ametheglin. O Hidromel que contém frutas (como framboesa, amora ou morango) é chamado de Melomel, que também foi muito usado como meio de preservação de alimentos na época em que não haviam as facilidades de refrigeração ou congelamento que temos hoje. Um outro exemplo de diversidade é o Rhodomel, um estilo muito antigo com aromas de rosas…. enfim, a diversidade é do tamanho da nossa imaginação.

 

 

6 – Existe uma data oficial para celebração do Hidromel.

 

3 de agosto é reconhecido como Dia do Hidromel nos EUA. O movimento foi iniciado pela American Homebrewer’s Association (AHA) em 2002 para celebrar o ofício da fabricação de Hidromel e para difundir a consciência dessa bebida antiga e, na época, ainda mais obscura. Na verdade, é um pouco irônico para uma bebida que é mais parecida com vinho para ser celebrada por cervejeiros, mas quando você olha para o movimento da cerveja artesanal, há muitos amantes de cerveja que gostam de um bom Hidromel, muitas vezes mais do que também desfrutem de um bom vinho.

 

 

7 – Hidromel também é literatura!

 

Salões de hidromel desempenham um papel proeminente no poema épico Beowulf, sem falar do famoso Valhalla (o grande salão reservado para os bravos guerreiros nórdicos que lutarão ao lado dos deuses no fim dos dias) cujo Hidromel não se compara a nenhum Licor conhecido pelos homens, conforme descrito na Edda Poética. E até mesmo JRR Tolkien narrou a presença do Hidromel na Terra-média, referenciando um salão de hidromel como o grande local de encontro de Rohan e a casa do rei.

 

 

8 – Hidromel já foi receitado como tratamento médico.

 

Não há necessidade de uma receita de hidromel nos dias de hoje, mas certos tipos feitos com ervas ou especiarias foram usados ​​medicinalmente no Inglaterra da antiguidade. A infusão de ervas em um hidromel doce as tornava mais agradáveis, e diferentes variedades foram pensadas para melhorar a digestão, ajudar na depressão e aliviar a boa e velha hipocondria. Estes tipos de ervas, são chamadas Metheglin , derivadas da palavra galesa para medicina.

 

 

9 – É uma bebida apreciada pela realeza!

 

Sabe-se que a rainha Elizabeth mantém uma receita favorita de hidromel feita com alecrim, tomilho, folhas de louro e rosas. E o rei Midas com seu toque de ouro? Esse mistério foi desvendado quando seu túmulo foi descoberto na Turquia e revelou os restos da festa fúnebre do rei. Adivinhe o que foi encontrado nos antigos copos de bebida: doce resíduo dourado do Hidromel! E acredita-se também que o Hidromel tenha sido a bebida preferida da rainha Sheba e do rei Salomão.

 

 

10 – O hidromel artesanal está em ascensão.

 

O Hidromel não é apenas a bebida de deuses gregos e reis mumificados… Existem hoje quase 250 lojas nos Estados Unidos, e o ressurgimento desse suco radiante parece garantido, devido ao interesse contínuo na fabricação de cerveja e destilação. Alguns sinais promissores: festivais locais de hidromel estão surgindo em todo o país para homenagear a bebida antiga, e o chef René Redzepi, do Noma – classificado como o melhor restaurante do mundo, reavivou o interesse mundial ao usá-lo em seus pratos.

Pronto para pular de cabeça no favo de mel? É surpreendentemente fácil…

Procure na Internet a receita que mais te atrai, mas experimente também a mais básica pois por mais simples ou rebuscada que for sua escolha, o Hidromel irá surpreendê-lo. Ou adquira alguns exemplares também pela Internet ou em locais especializados em bebidas artesanais e em festivais relacionados.

 

Referências:
warontherocks.com
alehorn.com
falconmead.com
www.thetowndish.com
en.wikipedia.org
www.liquor.com

O que achou do post?

Inscreva-se e não perca nenhum post!

Coloque aqui o seu e-mail e seja um dos primeiro a receber nossas publicações e promoções.

Parabéns, agora falta mais uma etapa, confirme seu e-mail clicando no link que enviamos para você agora!



Os Boêmios 2016. Degustação complexa do modo simples.

Pin It on Pinterest

Share This