JACK DANIELS OLD Nº. 7

Jack Daniels Old Nº. 7

Jack Daniels Old Nº. 7 – O sentimento de reverência logo aflora nos fãs de uísque quando se ouve falar em Jack Daniels. A marca marcou presença como nenhuma outra destilaria foi capaz, tornando-se sinônimo de qualidade, rock and roll e, por que não dizer, de uma lenda na história das bebidas destiladas.

O famoso JACK DANIELS OLD NO 7, por exemplo, já se tornou um mito e levantou inúmeras histórias a seu respeito. Afinal, de onde haverá surgido o número sete?

Muitos dizem por aí que sete era o número da sorte do Sr. Jack Daniel. Já outros batem o pé que sete tem relação com a fabricação em si da bebida. Segundo essa teoria, após algumas tentativas de produção, o que mais agradou à Jack foi a sétima amostra de uísque.

Opiniões mais ousadas ainda reforçam que Jack tinha várias namoradas, mas, somente a de número sete era a sua preferida. Será?

Apesar das histórias que cercam o JACK DANIELS OLD NO. 7, o fato é que ele é o rótulo mais vendido no mundo. A seguir, confira como é o processo de fabricação que o diferencia de tantos outros.

Jack Daniels Old Nº. 7 – O sabor incomparável

 

O Jack Daniels Old No 7 é classificado como Tennesse Whiskey devido ao seu formato de destilação diferente dos demais.

Para tornar o sabor da bebida incomparável, muitos fatores são analisados. A começar pela água isenta de ferro, o delicado processo de destilação, a elaboração e o amadurecimento da bebida.

Aliados às condições climáticas do Tennesse, que propiciam uma melhor interação entre a bebida e o barril de carvalho, o Jack Daniels Old No 7 possui um sabor e cor mais amadeirado.

Diferentemente de outras bebidas destiladas, essa não passa pelo processo de envelhecimento, mas, sim, de amadurecimento.

O respiro dos barris

O processo de destilação é muito delicado, e envolve o gotejar lento do uísque novo em grandes recipientes que contém três metros de carvão de bordo bem compactado. Este procedimento leva cerca de dez dias e, durante esse tempo, o uísque absorve a essência do carvão, refinando a bebida.

A água utilizada na destilação também é única, vindo de um poço que fica ao lado da destilaria, casa original de Jack Daniel.

Enquanto o uísque amadurece junto ao carvão, os barris de carvalho “respiram”. Por esse motivo, aproximadamente dez por cento do volume de álcool é perdido pela evaporação no primeiro ano. Essa evaporação continua durante os anos seguintes a uma taxa de cinco por cento por barril.

 

Mas, quanto tempo leva o processo de fabricação?

Essa talvez seja a resposta mais aguardada e, talvez, a mais frustrante para os que querem descobrir o segredo da bebida.

Depois de filtrado o uísque produzido é maturado em tonéis de carvalho branco. A maturidade não tem tempo certo de duração, como nos uísques escoceses que levam de 8, 12, 18 ou 21 anos para ficarem prontos. E aí mora o grand finale: o Jack Daniels só é engarrafado quando os provadores da destilaria determinam que está no ponto certo.

O que achou do post?


Avatar for Rodrigo Ramos

Arquiteto de Nuvem, empresário a frente do cooperati.com.br e barman por puro hobby, deve ser o menos boêmio dos Boêmios, mas a boemia não o deixa nunca. Esta aqui para apresentar, degustar e ensinar como fazer os mais variados drinks que existem (coitado do seu fígado).


Os Boêmios 2016. Degustação complexa do modo simples.

Pin It on Pinterest

Share This