Startup produz hamburguer sem matar animais: fatura 1,7 bilhão

Sem matar, nem ferir nenhum animal, uma startup de Oakland, na Califórnia, EUA, produz 226 toneladas de carne por mês para atender a 3 mil restaurantes.

A Impossible Foods, fundada em 2011, desenvolve carnes e laticínios feitos à base de vegetais, sem qualquer produto de origem animal e já arrecadou US$ 450 milhões – R$ 1.750 bilhão. O sucesso está na semelhança do “hambúrguer impossível” com a da carne de origem animal.

Além de ter a cor, o formato e até o cheiro do hambúrguer tradicional, o produto usa 75% menos água, gera 87% menos emissões de gases do efeito estufa e requer 95% menos terra, de acordo com o relatório de sustentabilidade divulgado pela Impossible Foods no ano passado.

Receita

O hambúrguer é produzido com todos os ingredientes derivados de plantas, incluindo a proteína chamada heme, cultivada em um laboratório para imitar uma proteína encontrada no sangue.

Ele também não contém hormônios nem antibióticos.

Mas os “hambúrgueres impossíveis” não são os únicos dispostos a inovar no setor de alimentos.

Tem empresas como a Just, que acaba de lançar um substituto ao ovo mexido feito de feijão mungo; a Ripple, que fabrica produtos lácteos a base de ervilhas; e a Beyond Meat, que fabrica produtos alternativos à carne, frango e salsicha.

A ideia é criar alternativas de mercado viáveis para as pessoas que atualmente comem carne e laticínios.

 

Vimos no Só Notícia Boa

O que achou do post?


Avatar for Denis Neto

Amante das baforadas mais encorpadas há mais de 15 anos, Denis Neto também é designer, marqueteiro, ilustrador e empresário que está à frente da Boxis. Defensor dos modos mais loucos e simples da degustação, caga e anda para muitas das etiquetas e formalidades que envolvem o tão requintado rito de fumar um bom (ou ruim) charuto.


Os Boêmios 2016. Degustação complexa do modo simples.

Pin It on Pinterest

Share This